quinta-feira, 12 de junho de 2014

Conversas de elevador

Hoje, quando entrei no elevador, estava um senhor de idade já no mesmo. Entrei e disse "Bom dia". O senhor pergunta-me se gosto de viver ali. Respondo que sim. O senhor pergunta-me se a empresa em questão (carro da empresa de Bomboco) é minha. Digo-lhe que não, que Bomboco é apenas funcionário da mesma. Pergunta-me quando casámos. Pergunta-me se temos ou se estamos a pensar em ter filhos. Pergunta-me onde trabalho...
Nisto, chegámos ao piso 0.
Puxa, eu até me considero uma pessoa simpática, mas interrogatórios às 8h30 da manhã, não obrigada!

4 comentários:

Karina sem acento disse...

Oh, santa paciência que é preciso ter logo de manhãzinha!

C*inderela disse...

Sei que as pessoas às vezes fazem esse tipo de perguntas só para meter conversa, mas também sou do tipo que não tenho paciência para interrogatórios!

Sónia TM disse...

Realmente... ninguém merece :)

Sónia
Taras e Manias

GATA disse...

Ui, comigo estava lixado, porque eu gosto muito pouco (para não dizer NADA!) que me façam perguntas sobre a vida pessoal!