quarta-feira, 23 de julho de 2014

O momento certo

O mito do momento certo. Eu também acreditei nele durante muito tempo, que tudo a seu tempo, etc. e tal. Que por obras e desígnios de uma tal jornada cósmica iríamos ter a exacta percepção do momento decisivo das coisas, do timing das melhores decisões.
E mesmo em momentos mais complicados eu fui acreditando nisso. Até que percebi que é tudo uma grande treta. Não há momentos "certos" ou "errados". Nós fazemos os momentos, e quando tomamos determinada decisão cabe-nos a nós acatar com as consequências da mesma, lidar com as mudanças que dela implicam. Não foi porque o "momento" era certo ou não. Tantas vezes adiamos decisões por causa desse tal momento certo.
Conheci um casal completamente apaixonado. Ficavam bem juntos e já namoravam desde o início da faculdade. Ele, sempre foi adiando pedi-la em casamento, apesar dos sinais e das dicas que ela dava, que queria ir viver com ele, que estava preparada para o passo, etc. (eles são religiosos, por isso irem viver juntos sem casarem primeiro era algo que estava fora de questão). Para ele, nunca mais chegava o tal momento certo. Agora não porque estava à espera de uma promoção no emprego. Agora não porque lhe faltava pouco para terminar de pagar o carro. O momento certo teimava em não chegar.
Até que um dia ela fez uma viagem em trabalho, e conheceu uma pessoa que a arrebatou. Ela ficou confusa mas decidiu que nunca iria trair o seu namorado de longa data. No entanto, o sentimento pela outra pessoa crescia a olhos vistos, e ela acabou mesmo com o relacionamento anterior que a deixava insatisfeita. Em pouco mais de 2 anos, ela casou e teve um filho.
O ex namorado, lá continua na vida dele, já com outra namorada mas ainda sem ter dado o passo. Não deve ter chegado o momento certo.
E estas histórias põem-me a pensar, que realmente isto é tudo uma grande treta, claro que ela podia apaixonar-se por outra pessoa na mesma se fosse casada, mas se calhar não estaria tão susceptível a isso se estivesse feliz com a relação.
É claro que todos tomamos algumas decisões que têm necessariamente de depender de factores externos a nós, que não há o preto e branco nestas coisas, há muitas áreas cinzentas, mas o que vos quero dizer é que aprendi que a merda do momento certo em geral não existe para coisa nenhuma, vejam o meu exemplo, eu que agora achava que sim, que finalmente era o momento certo para um determinado passo, a vida vem e estraga-me todos os planos, sem dó nem piedade, nós aqui no norte temos uma expressão bem característica para isso, não é muito educada mas é o que sinto que me aconteceu.
E pensar que já podia ter tomado essa decisão e as coisas seriam de outra maneira, mas na altura não tomei porque lá está, não era o momento certo.
Desculpem, mas que se foda o momento certo. Façam o que têm a fazer. Estejam é depois preparados para lidar com as consequências. Acho que é mais por aí.

3 comentários:

GATA disse...

O momento certo é um mito, sim, mas por vezes faz toda a diferença estar no sítio certo na hora certa... ou no sítio errado na hora errada...

Karina sem acento disse...

Concordo contigo. Acho que para certas coisas podemos é estar mais preparados, mas esperar pelo momento certo, não. Não há momentos certos!

Carla Tato disse...

Ainda ontem falei disso com uma amiga.. Não existe momento certo, o momento certo é quando decidimos fazer algo... Eles namoram ha anos e nem casar nem viver juntos pk ainda nao é o momento, pk não têm estabilidade, mas a pensar assim nunca vai acontecer... E pra provar dei o meu caso como ex: queria ser mae.. Ha 4 anos decidi dar esse passo pk tinha a tal estabilidade. E q aconteceu? Aos 3 meses de gravidez fiquei desempregada e lá se foi a estabilidade e o momento certo. Hj tem quase 4 anos e é o melhor q me aconteceu na vida, apesar das dificuldades.
Desculpa o texto enorme :)
Ja agora vim cá pk li num blog q és matosinhense, e parece q vim pra ficar