segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Diz que é um mal necessário

Trabalhar.
Acabou-se a licença. Acabaram-se as férias. O regresso ao trabalho está a ser tão difícil quanto eu previa. O princípe lá ficou com a minha sogra e o meu coração ficou com ele também.
Dizem que ser mãe é mesmo isto, viver com o coração fora do peito.
Não sei como serão os restantes dias, mas está a parecer-me que isto será sempre difícil.

2 comentários:

Timtim Tim disse...

Posso parecer um pouco desnaturada, mas eu, com o tempo habituei-me. Chorava baba e ranho nos primeiros dias, mas depois habituei-me à ideia. Aliás, da minha primeira filha e com a grande depressão pós parto que tive, começar a trabalhar foi uma maneira de manter a cabeça ocupada.

cinquentinha disse...

Força :)