quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Os melhores conselhos que vos posso dar nisto de ir a entrevistas de emprego

Apesar de ser ainda jovem, eu já trabalho há muitos anos. Tenho bastante mais experiência profissional do que a maioria das pessoas da minha geração. Portanto, eu já fui a muitaaaas entrevistas de emprego.
Já tive entrevistas simpáticas e outras completamente sinistras.
Já cometi alguns erros e por isso posso partilhar com vocês alguns deles para que precisamente não sejam tão inocentezinhos como eu fui.
Numa das entrevistas de emprego a que fui, para uma função que mesmo hoje adoraria ter (isto há mais de 3 anos, portanto muita tinta já correu), fui demasiado sincera. Eu explico: quando nesse processo de recrutamento passei para a entrevista final, ao que me disseram que era um mero formalismo, ocorria apenas para que a dona da empresa conhecesse o candidato seleccionado, não tive muitos pudores em dizer o que me ia na alma quando a senhora me perguntou porque motivo tinha saído de uma determinada empresa. Fui sincera e disse que não gostava da função que desempenhava, e que portanto tinha decidido procurar outra oportunidade. NUNCA meus amigos, nunca digam algo do género, mesmo que seja verdade. Digam sempre que saíram porque o contrato acabou, ou porque tiveram uma oferta melhor, mesmo que não seja verdade. Confiem em mim, não digam a verdade se esta for a verdade, porque aí o possível empregador vai imaginar que vocês é que são esquisitos e não o contrário. Não fui seleccionada e supostamente o emprego já estava no papo.
Nunca mais cometi esse erro. Digam sempre que nas empresas anteriores onde estiveram tudo era maravilhoso, mas saíram porque... Exactamente, não interessa, desde que não pareça mal.
Outro erro que já cometi foi pedir muito mais vencimento do que aquele que eu ganho. As perguntas sobre "que vencimento gostaria de auferir" são sempre perguntas com rasteira. Claro que não vão dizer que querem auferir o salário mínimo se a função não for suportada dessa forma, mas sejam modestos a pedir. Eu tentei pedir mais 150€ do que recebo actualmente e lixei-me.
Estas situações ocorreram ambas há 3 anos atrás. Hoje, sei que faria diferente, sei onde errei e o que poderia não ter dito.
Não sejam demasiado sinceros. Nem sempre vos vale de muito, como foi o meu caso.
Às vezes não somos seleccionados porque havia, para aquele lugar, alguém que se enquadrava melhor do que nós na função. E com isso posso eu bem.
No entanto, quando somos nós a errar, o caso muda de figura.
Não façam como um fulano que eu vi, que disse ao entrevistador que não estava disponível para trabalhar após as 17h30. Não. Isso não vos vai garantir o lugar, confiem.

3 comentários:

Morango Azul disse...

Não se pode ser sincero, é o que é!

Katy Single disse...

Eu tenho pavor a entrevistas de trabalho, fico sempre super nervosa e acabo por meter sempre os pés pelas mãos! É uma tristeza!!

GATA disse...

Eu cheguei à conclusão que é uma questão de sorte. Eu também passei por muitas... e algumas boicotei conscientemente, porque não gostei da entrevista nem do que propunham. Enfim... é uma selva!